Reação ao estudo Intrum Justitia

Lisboa, 14 de novembro de 2013 – O estudo realizado pelo Intrum Justitia em 29 países Europeus, junto de 10.000 empresas, entre as quais 800 portuguesas, revela que as agências de comunicação e relações públicas são as que apresentam a maior taxa em termos de dívidas incobráveis: 6 por cento da faturação.

Na atual conjuntura económico-financeira, a APECOM vem alertar para esta situação, num setor já tão massacrado, nomeadamente no que ao prazo de pagamentos diz respeito. Em grande parte dos casos, este prazo ultrapassa em muito os normais 30 dias da data de fatura, chegando a atingir prazos incomportáveis de 12 meses.

A APECOM repudia este tipo de prática e reafirma a necessidade de um rigoroso cumprimento dos prazos de pagamento acordados como forma de gerar uma maior transparência e confiança nas relações entre empresas e agências.

Os resultados do estudo revelam a desvalorização de um setor que desempenha, cada vez mais, um papel fundamental em Portugal, numa sociedade em que a comunicação assume uma função estratégica e determinante na promoção do tecido económico e social, através do desenvolvimento de empresas e criação de postos de trabalho.

14 de Novembro de 2013